Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Olá!

 

Mais uma semaninha, mais uma cestinha.

 

Sabemos bem que estamos a chegar aquela altura do ano em que começam a haver poucas variedades por onde escolher - principalmente na fruta - mas também começa a chegar aquela altura do ano em que devemos apostar nas sopas e nos estufados e, portanto, devemos focar-nos nos legumes e hortaliças que são do melhorzinho que por aqui anda por estes lados.

 

Sabemos bem que, no geral, a nossa frutinha é bem boa - nhom, nhom - e que os nossos citrinos têm sido bem bons mas reconhecemos que existem já algumas clementinas de qualidade inferior à que gostaríamos. O mesmo sucede com as laranjas. Pedimos para não apertarem muito connosco, nem com elas, por vários motivos, quer dizer, na realidade, só um: a humidade. Elas não gostam, taliqual os nossos cabelos, e temos andado com os cabelos em pé com umas - laranjas - e com outras - humidades. A nossa recomendação maior - em relação às laranjas e às clementinas - é que as acondicionem fora do saco de transporte e no frio. Pintá-las é que não, a não ser que haja para aí algum artista de caneta de feltro em riste que nos queira alegrar o feed!

 

Sabemos bem que adoramos fazer-vos sorrir e rir e sabemos bem que nem sempre conseguimos. Sabemos bem que adoramos sorrir e rir também, do que nos rodeia e de nós próprios e sabemos bem que também nem sempre conseguimos. Mas preferimos sempre um "nem sempre" a um "nem nunca" porque o caminho não é a direito, não tem de ser, mas tem de ser encarado como um desafio e não como um sacrifício, mesmo que às vezes esteja um verdadeiro cagaçal (sim, nós escrevemos isto) ou esteja simplesmente a precisar de um reboque de tuvenan (sim, nós também escrevemos isto e nem sequer sabemos se é assim que se escreve). Falando nisso, ficam já a saber, vamos precisar de reboques de esterco - sim, também escrevemos isto - nesta Primavera que há-de vir, para estrumar os nossos solos. Podem ficar descansados, não estamos a fazer contar de estrumar, perdão, estorvar, ninguém pelo caminho. Nunca o fizemos e, certamente, não vai ser agora. 

 

Sabemos também, porque hoje estamos em condições de saber muitas coisas, sabendo ainda que ainda nos faltam saber de tantas outras coisas (e ainda bem), que tem sido um verdadeiro privilégio aprender e crescer, em todos os aspectos, com todos os nossos clientes e amigos: com os que estão connosco desde 2012, com os que vieram depois e ficaram, com os que vão e voltam (que são e serão bem-vindos sempre), com os que emigraram mas que nos enviam emails carinhosos a perguntar se estamos bem e a manifestar as saudades que têm dos nossos legumes e da nossa frutinha, fora apreços e outras doçuras.

 

Sabemos que queremos que saibam bem que podem contar connosco, de verdade.

 

Para entrega de 8 a 12 de Fevereiro, saibam que podem ainda contar com:

 

Cabaz Médio: batata de conservação, cebola, cenoura, couve-flor, couve-lombarda, maçã gala, clementina e coentros (ou salsa);

 

Cabaz Grande: batata de conservação, cebola, cenoura, couve-flor, curgete, couve-lombarda, alface, laranja, maçã gala, clementina e coentros (ou salsa).

 

pexels-alesia-kozik-6631953.jpg

Foto de Alesia Kozik no Pexels

 

E com mais coisas, mas vamos dando mais notícias durante a semana.

 

Até breve!

 

#somosdonahorta

 

💪

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Dona Horta

A Dona Horta é um serviço de entrega de produtos frescos, naturais e saudáveis. Preparamos todas as semanas cabazes de fruta e hortaliças da época e entregamos em locais e horários pré-definidos. Este método único reduz significativamente a pegada ecológica associada à distribuição e promove uma maior aproximação entre consumidores e produtores nacionais. Mas mais importante, a Dona Horta ajuda a melhorar a dieta e bem estar da sua família. Tudo o que precisa de fazer é saborear o melhor da nossa terra, pois nós tratamos do resto! Visite-nos em www.donahorta.pt