Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sopas há muitas e gostos não se discutem.

Temos, nas nossas casas, boas bocas e boas sopas.

Temos bocas que se lembram bem dos tempos em que as sopinhas, às vezes, tinham de ser de cavalo cansado.

Temos bocas que só gostam de sopinhas de entulho. Muita couve, muita batata, muito feijão ou muito grão. E a repetir duas vezes.

Temos outras bocas que só gostam de sopa tipo creme.

Ainda as há, bocas, que adoram quando levam carninha boa ou peixinho bom e outras que dispensam peixe e carne mas não dispensam os maravilhosos dos cheiros, os coentros, os orégãos, as salsas ou os poejos.

Temos o privilégio de ter, ao nosso dispor, as melhores bocas, mas também as melhores hortaliças, os melhores tubérculos, os melhores legumes para confeccionar sopas ao bom gosto, ao vosso e ao nosso. 

Que nunca nos faltem bocas para comerem as nossas sopas nem para nos dizerem, nem que seja baixinho, o quanto gostam de nós.

sopa de grao com cenoura e nabo.jpg

Foto via pixabay

 

Creme de grão com nabo.

 

Ingredientes:

2 batatas médias, lavadas descascadas e cortadas em cubos;

1 latinha, das mais pequenas, de grão já cozido;

1 cebola média, descascada e cortada em oitavos;

1 cabeça de nabo média, lavada, descascadae cortada em cubos;

1 cenoura de tamanho simpático, cortada em rodelas.

Azeite, Sal e água QB;

2 ou 3 hastes da rama do nabo, lavadas, cortadas em juliana grossa e escorridas (opcional).

 

Mãos à Obra:

Colocar azeite numa panela ao lume. Quando quente, juntar os legumes e deixar refogar uns cinco minutos em lume médio.

Quando os legumes começarem a querer mudar de cor, junta-se um litro de água quente que, quando ferver, se tempera de sal. Tapa-se e deixa-se que os legumes cozam por 15 minutos ou até estarem "al dente".

Junta-se o grão já cozido (bem escorrido e lavadinho) e aguardam-se, lume médio bombando, claro, mais cinco minutos até triturar.

Serve-se este creme quentinho com pão torrado, perfumado de uma erva à escolha ou, como até é capaz de ter à mão (no cabaz desta semana) uma juliana das folhas do nabo que pode cozer na sopa, depois de triturar, ou à parte.

 

Até breve,

 

Ó das Sopas.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Dona Horta

A Dona Horta é um serviço de entrega de produtos frescos, naturais e saudáveis. Preparamos todas as semanas cabazes de fruta e hortaliças da época e entregamos em locais e horários pré-definidos. Este método único reduz significativamente a pegada ecológica associada à distribuição e promove uma maior aproximação entre consumidores e produtores nacionais. Mas mais importante, a Dona Horta ajuda a melhorar a dieta e bem estar da sua família. Tudo o que precisa de fazer é saborear o melhor da nossa terra, pois nós tratamos do resto! Visite-nos em www.donahorta.pt